terça-feira, março 10, 2009

Visita de José Eduardo dos Santos a Portugal

Sua Excelência, o
Ministro dos Negócios Estrangeiros
Dr. Luís Amado
Fax: 213 946 070
Lisboa, 4 de Março de 2009


Excelência,
Na ocorrência da visita do Presidente Angolano José Eduardo dos Santos a Portugal, a Amnistia
Internacional Portugal apela a V. Exa. que aborde alguns temas prementes pelos quais
demonstramos a nossa profunda preocupação.
As nossas preocupações prendem-se com três assuntos que consideramos da maior relevância:
Policiamento – ver nosso relatório “Acima da Lei – Responsabilização da Polícia em Angola” que
publicámos em Setembro de 2007 e relatam várias situações de violação de direitos humanos e
falta de responsabilização destas forças;
- Os desalojamentos forçados;
- O julgamento injusto de Fernando Lelo.
- Constrangimentos às Organizações da Sociedade Civil

(...)

..Assim começa a carta que a Amnistia Internacional Portugal dirige às autoridades portuguesas aquando da visita do líder de um dos países que mais preocupações levanta no que respeita aos DH nos dias de hoje.
Consulte o site www.amnistia-internacional.pt e leia todo o texto.

2 comentários:

Anónimo disse...

Estou envergonhada por fazer parte de um povo q elegeu governantes que prostituem os seus valores de respeito por DH e democracia, em troca de dinheiro do petróleo.. elogiando um governante que vive uma vida de ostentação, paredes meias com o seu povo, que ainda morre com surtos de cólera, malária, raiva.. um governante que não foi democraticamente eleito, um governante conivente com a corrupção... Ninguem escutou o Bob Geldoff??
Nao entendo...

Pedro disse...

Uma figura como esta não pode apenas servir de trampolim para a criação de bancos ou o estabelecimento de parcerias comerciais. Éste senhor tem de ser questionado também relativamente à forma como (não) se relaciona com a questão dos Direitos Humanos. Ou Portugal compactua com despejos forçados de pessoas? Compactua com as desigualdades e falta de liberdade? Apertamos a mão a isso tudo por causa de dinheiro?